Magnatas promovem extrema-direita com notícias falsas

epidemia de noticias falsas
Ilustração: Zansky

EVOLUÇÃO DIGITAL DO BRASIL PREPAROU O TERRENO PARA CONTROLAR MULTIDÕES

Desde a época do Orkut (2000-2006) a internet evoluiu em grande escala. YouTube, Blogs, Twitter e Facebook, coisas que antes não existiam, começaram a fazer parte da vida do Brasileiro. Canais que conectaram as pessoas de uma forma direta, descentralizada, e livre das mídias tradicionais.

O Brasileiro, como um povo social e criativo, passou a produzir conteúdo, se mobilizar, aprender, e ser um dos maiores usuários presentes nas mídias sociais. Até que o “Gigante Acordou”, chegando a mostrar casos de corrupção, em grande escala orgânica e viral, que nunca apareciam na televisão.

A internet passou a pautar a imprensa.

No final de 2014, o Facebook decidiu que só teriam mais alcance nos posts, aqueles que pagassem por anúncios. Foi o momento no qual, grupos politicos (já bancados por grandes corporações) – que entenderam a complexidade da rede e da internet -, passaram a investir dinheiro e controlar a opinião pública travestidos de “movimento sociais”.

As 10 notícias falsas sobre a Lava Jato mais compartilhadas no Facebook em 2016 superaram em quantidade de interações as 10 notícias verdadeiras. O que preocupa o grau te integridade da rede ao controlar multidões.

alternative noticias falsas politica
Alexander Gauland and Alice Weidel durante comício do partido nacionalista alemão “Alternativa” Foto: Michael Probst, AP


Financiadora de campanhas contra refugiados muçulmanos na Alemanha também banca site que propaga mentiras para apoiar partido extremista às vésperas da eleição.”

E o Brasil, seguindo a onda de outros Paises, passa pelo mesmo problema.

Eles são responsáveis por criar perfis falsos, robôs, equipes de mídia social, designers, e “representantes do povo” para editar vídeos, criarem jargões e enganar a população ao defender parte dos bandidos que os financiam. Tudo isso usando o discurso de ódio e a desinformação, dividindo todos os setores da nação para brigarem entre si.

Para o professor da ECA-USP, Eugênio Bucci, o que impulsiona alguém a compartilhar uma notícia falsa é a lógica do entretenimento. “A notícia falsa, quando corresponde a um preconceito profundamente enraizado, é fonte de grande prazer. O sujeito vê aquilo e fala ‘eu sabia’.”

Este circo online e essa sensação de indignação coletiva funciona em total harmonia com as decisões políticas, votaçôes importantes na câmara, no senado, acertos de ministros, presidentes e orgãos do governo que facilitam, no final, a vida dos Magnatas (inclusive americanos) nas explorações de riquezas do País.

Um dos exemplos, seguido da Tragédia de Mariana pela Vale do Rio Doce (que segue impune e no esquecimento), foi a recente entrega de uma area gigante de reserva na Amazônia para exploração de minérios, por Michel Temer.

Esses movimentos “abafam” casos de corrupção, focando apenas em um ou dois.

Hoje, a mentira disseminada na web, é um problema de várias sociedades no mundo. Orquestram emocões coletivas e esquemas de corrupção em massa, com objetivo final de facilitar a exploração das ruiquezas, por parte de grandes corporações.

É possível combater, denunciar e questionar por diretrizes de qualidade e transparência de informações na internet.

*Referências:

– Notícias falsas da Lava Jato foram mais compartilhadas que verdadeiras
https://www.buzzfeed.com/alexandrearagao/noticias-falsas-lava-jato-facebook?utm_term=.uq3dk4Avo#.teQ06KAEz

– Áudio mostra que MBL recebeu financiamento de partidos políticos em atos pró-impeachment – https://www.youtube.com/watch?v=xmxLviLeVp0

– Integrantes do grupo MBL se filiam a partidos políticos com histórico de corrupção
http://br.blastingnews.com/politica/2016/01/integrantes-do-grupo-mbl-se-filiam-a-partidos-politicos-com-historico-de-corrupcao-00759487.html

– Como o MBL passou de um “grupo apartidário” para quase um partido político
https://medium.com/democratize-m%C3%ADdia/como-o-mbl-passou-de-um-grupo-apartid%C3%A1rio-para-quase-um-partido-pol%C3%ADtico-f65814d2fa71

– Áudios mostram ligação do MBL com partidos
http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2016/05/epoca-negocios-audios-mostram-ligacao-do-mbl-com-partidos.html

– Na web, 12 milhões difundem fake news políticas
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,na-web-12-milhoes-difundem-fake-news-politicas,70002004235

– O ‘sujeito’ oculto não mais tão oculto do Vem Pra Rua 
http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20150313/lemann-cai-rede/241466.shtml

Mineradoras financiam políticos 
https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2015/11/15/interna_gerais,708080/mineradoras-financiam-politicos.shtml

– Temer extingue reserva na Amazônia para ampliar exploração mineral 
http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2017/08/1912465-temer-extingue-reserva-na-amazonia-para-ampliar-exploracao-mineral.shtml

– Qual o verdadeiro peso das notícias falsas? 
http://www.dw.com/pt-br/qual-o-verdadeiro-peso-das-not%C3%ADcias-falsas/a-36438960

– Magnata americana antimuçulmanos promove extrema-direita na Alemanha com notícias falsas
Compartilhe.
Participe do movimento de denúncias.
Siga a página no Facebook.

 

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta