Renovação política no Brasil: você acredita?

Alice Wakai para o Somos 99

Nova Democracia“, “Agora“, “Acredito“, “Brasil 21“, “Bancada Ativista“, “Transparência Partidária“, “Partido Novo“, “Quero Prévias” são alguns dos novos grupos políticos que estão surgindo no Brasil, numa tentativa de protestar contra os partidos já existentes (e desgastados) e levar ao cenário eleitoral de 2018 propostas alternativas para o governo.

Mas o que pensa cada um desses grupos? Qual é a ideia deles de “renovação”? Vamos fazer um breve resumo neste post:

Nova Democracia: denomina-se um grupo de cidadãos que acreditam que o Brasil precisa de uma reforma política que reduza a fragmentação partidária e elimine os “balcões de apoio político” – os monopólios das cúpulas partidárias e as redes de “lealdade”. Veja os três pontos principais do seu manifesto:

  • A criação da possibilidade de candidaturas independentes, para a oxigenação e inovação no sistema, como em inúmeros países;
  • A adoção de regras de democratização interna dos partidos, com instâncias efetivas de debate e eleição das direções, transparência decisória e financeira e realização de prévias para a escolha de candidaturas, como em democracias maduras pelo mundo;
  • A promoção de equidade no financiamento eleitoral, com tetos monetários para doaçōes individuais e gastos nas campanhas e a prerrogativa dos cidadãos indicarem a destinação de fundos públicos para elas.

Reportagens sobre o Nova Democracia:  https://istoe.com.br/um-novo-jeito-de-fazer-politica-2/  e https://www.nexojornal.com.br/entrevista/2017/06/25/O-que-%C3%A9-e-o-que-quer-o-grupo-Nova-Democracia

Agora: movimento cívico que pretende impactar a agenda pública e a ação política a partir da sociedade. Em seu site, o Agora! defende três ideias para um Brasil mais justo: humanidade, simplicidade e sustentabilidade.

Simplicidade no sistema tributário para reduzir a desigualdade e não penalizar os pobres. Humanidade para que os cidadãos sejam tratados com dignidade, valorizando as diferenças e sustentabilidade para assegurar o bem-estar coletivo, preservando a natureza e os recursos naturais para as gerações futuras. Para botar em prática esses princípios o Agora se vale de cinco ações:

  • Escutar os brasileiros: através de pesquisas e encontros em diversas cidades por meio do Facebook.
  • Pensar propostas concretas: de políticas públicas que melhorem a vida das pessoas, desenvolvendo uma agenda pública.
  • Falar (participar) do debate público e propagar a visão do grupo.
  • Engajar brasileiros a se juntar ao movimento a favor da renovação política
  • Agir influenciando a tomada de decisão de políticas públicas, cobrando os políticos para que propostas sejam implementadas e ajudando de dentro de governos a implementá-las em cargos técnicos e políticos.

Reportagens publicadas: http://www.agoramovimento.com/category/publicacoes-sobre-o-agora/

Acredito: acredita em princípios parecidos ao Agora: numa sociedade brasileira mais justa apoiada na igualdade de oportunidades e garantia de condições mínimas de dignidade. Valores:

  • Dignidade, igualdade de oportunidades
  • Diversidade
  • Ética e transparência
  • Estado eficiente
  • Sociedade plural e livre
  • Economia empreendedora e competitiva
  • Sustentabilidade

http://www.movimentoacredito.com/posicionamentos/

https://www.movimentoacredito.com/

Reportagens: http://www.movimentoacredito.com/site/#noticias

Brasil 21: É um Instituto dedicado ao avanço da sociedade brasileira, com atividades focadas em pesquisa, desenho e desenvolvimento que visam o  avanço das políticas públicas e inovação da democracia.

O Instituto @BR21 é composto por três áreas:

  1. Pesquisa e desenho: área dedicada ao aprendizado e criação de soluções em design de políticas públicas, arquitetura, urbanismo, comunicação, tecnologia e cultura. Entre as atividades estão pesquisas originais, curadoria de pesquisas já existentes, coleta e visualização de big data, arquitetura interdisciplinar, e tecnologias.
  2. Efeito demonstrativo: é o laboratório onde os projetos são executados diretamente com as comunidades locais, usando as melhores tecnologias, para ter o máximo impacto e escalas nacional e internacional.  A área inicial de estudo e trabalho é o centro de São Paulo e o Capão Redondo. A escolha se deu pela diversidade social, potencial de melhorias econômicas e sociais e gravidade de abandono governamental e urgência por ações transformadoras;
  3. Ágora Digital: célula de comunicação e disseminação das ferramentas físicas e digitais desenvolvidas pelo instituto.  A meta é democratizar o acesso e o uso das tecnologias digitais de impactos sociais e políticos mais efetivos. Desta maneira, as soluções validadas pelo @BR21 podem virar modelo a ser adotado em comunidades brasileiras em risco e amplificar o impacto social do instituto. Ferramentas, dados e pesquisas também serão compartilhados com lideranças efetivamente Ficha Limpa e alinhados à agenda progressiva do Brasil21, a fim de apoiá-los nas eleições 2018 com nossa estrutura.

Bancada Ativista: movimento suprapartidário de cidadãs e cidadãos da cidade de São Paulo, com atuação em múltiplas causas sociais, econômicas, políticas e ambientais, que buscou ajudar a eleger ativistas para a Câmara de Vereadores nas eleições de 2016. Visam “oxigenar” a política institucional e promover os princípios e práticas, por meio de um formato colaborativo e pedagógico de campanha que fuja dos vícios da política tradicional. Valores:

  • A garantia e promoção dos direitos humanos, incluindo os direitos econômicos, sociais e culturais e os direitos civis e políticos;
  • Cidade coletiva, humana, diversa, com os espaços públicos como protagonistas.
  • Combate às desigualdades sociais e econômicas para orientar as políticas públicas nas cidades.
  • Abertura, transparência e participação como mecanismos de transformação política e forma de enfrentamento à corrupção.
  • Intolerância às práticas discriminatórias de nenhuma natureza.
  • Não existe desenvolvimento sem a conservação e regeneração do meio ambiente.
  • Defesa incondicional do Estado Democrático de Direito e do Estado Laico.
  • Prática em campanhas eleitorais devem seguir os princípios da Transparência, Participação Cidadã, Pedagogia, Autonomia e Diversidade.

Transparência Partidária: Grupo de movimentos que segue um manifesto (que foi transformado em proposta de projeto de lei de iniciativa popular) baseado em: transparência dos partidos políticos (principalmente financiamento de campanhas) e nos direitos fundamentais de acesso a informação e participação política, sem comprometer a autonomia dos partidos. Na prática, eles propõem: a renovação constante no poder, a publicação diária das contas na Internet, a equivalência de recursos para eleições internas, o estabelecimento de um comitê de Ética obrigatório e auditoria contábil externa.

Entre as ONGs, coletivos e movimentos que apoiam a proposta estão: Agenda Brasil do Futuro, Acredito, Onda Azul, Agora!, Centro de Liderança Pública, Instituto Não Aceito Corrupção, Lab Hacker, Open Knowledge Brasil, Pulso Público, Renove e Vemprarua.net. Valores:

  • Melhorar a governança estabelecendo parâmetros claros e equânimes para a tomada de decisão;
  • Renovar as lideranças, combatendo a concentração de poder interno
  • Oxigenar o sistema, revigorando os partidos como plataformas de acesso à política institucional;

Reportagens: http://www.transparenciapartidaria.org/na-midia

Partido Novo: movimento fundado em 12 de fevereiro de 2011 por 181 cidadãos de 35 profissões diferentes e oriundos de dez estados da Federação. Com nove Diretórios Estaduais formados e 502 mil assinaturas de apoio para a criação do partido validadas, o Partido solicitou, em julho de 2014, o registro definitivo do NOVO, que foi deferido pelo TSE em 15/09/2015. O NOVO tornou-se, então, o 33º partido brasileiro em atuação e foi autorizado a ter filiados, lançar candidatos e adotar o número 30.

Valores:

  • Liberdades individuais com responsabilidade
  • Indivíduo como único gerador de riquezas
  • Todos são iguais perante a lei
  • Livre Mercado
  • Indivíduo como agente de mudanças
  • Visão de longo prazo
  • Ficha limpa
  • Contra o fundo partidário
  • Limitação ao “carreirismo político”
  • Vinculação do candidato às suas propostas
  • Gestão independente
  • Não há cobrança percentual do salário do mandatário

Reportagens: http://www.jb.com.br/opiniao/noticias/2017/03/19/partido-novo-quer-lancar-aliado-de-collor-para-o-planalto-em-2018/

https://www.boletimdaliberdade.com.br/2017/10/24/partido-novo-e-psllivres-sao-o-tema-de-materia-no-jornal-o-globo/

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,gustavo-franco-deixa-o-psdb-e-se-filia-ao-partido-novo,70002019141

 Quero Prévias: 

Faça sua parte: estude cada um desses movimentos, antes de aderir a qualquer um deles. Investigue o passado de seus membros, conheça a fundo seus ideais e vote com consciência em 2018!

Assista à reportagem de Fernando Gabeira: os movimentos de ‘renovação’ na política brasileira

Facebook Comments

Deixe uma resposta