6 ferramentas para checar notícias

Você sabe a importância de checar as notícias antes de compartilhá-las com seus amigos e familiares? Caso queira descobrir qual é a responsabilidade social da informação verdadeira para a sociedade e os perigos da divulgação de notícias falsas, sugerimos que leia alguns artigos e entrevistas que já publicamos aqui no site do Somos99%:

No post de hoje queremos compartilhar com vocês 6 ferramentas que facilitam a checagem de informações que vemos na internet. Vamos lá?

  1. Google Search Images – imagem reversa

Esta ferramente do Google ajuda você a descobrir a fonte de uma foto ou imagem e confirmar se ela corresponde ao contexto em que é citada. Você pode, por exemplo, fazer uma busca por uma determinada imagem clicando com o botão direito em cima de uma foto e em seguida clicando em “Search Google for this image”:

google images

Se você deseja saber se uma imagem corresponde exatamente ao contexto que você deseja citá-la, você pode usar a ferramenta de busca para filtrar as imagens por período de tempo, por exemplo. Assista ao vídeo abaixo:

2. FotoForensics (http://fotoforensics.com/)

Além da busca reversa por imagens no Google, você pode usar o site FotoForensics para descobrir se uma imagem foi alterada usando ferramentas como Photoshop, por exemplo. A ferramenta analisa e destaca as áreas da imagem que podem ter sido modificadas e permite que você compartilhe os resultados dessas análises.

3. Manuais que identificam notícias falsas

Alguns jornalistas criaram manuais que ajudam a identificar notícias falsas, como é o caso do Manual criado pelo On the Media, divulgado durante um Congresso da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e o Verification Handbook, produzido por jornalistas da BBC, Storyful, ABC, Digital First Media e outros especialistas em verificação de fatos.

4. Sites de ‘Fact-Check’

Alguns sites fazem checagens diárias de informações, declarações de pessoas famosas ou políticos, entre outros. Os mais conhecidos no Brasil são a Agência Pública, Aos Fatos e a A Lupa. Em 2016 o Google também anunciou que passaria a exibir o título “Fact-check” em alguns de seus resultados de busca da coluna “notícias”. O recurso de verificação de dados é baseado em um algoritmo que identifica se uma determinada página está fazendo uma verificação precisa (procurando por marcadores do próprio site) e usando alguns critérios para avaliar a qualidade de informações apresentadas. Por enquanto, esse recurso só está disponível para os domínios news.google.com e para os aplicativos Google News dos EUA e do Reino Unido. No entanto, é provável que ele chegue ao Brasil até as eleições de 2018.

Google passa a exibir fast-check em suas noticias

5. Youtube Dataviewer

A Anistia Internacional também possui um checador de vídeos do Youtube. O site consegue identificar, entre várias versões do mesmo vídeo, qual é a mais antiga – e talvez a original.

6. Storyful Multisearch

É um plugin (funciona para Google Chrome) que ajuda a contextualizar termos e palavras-chave quando você faz uma busca em múltiplas redes sociais como Twitter, Youtube, Tumblr e Instagram ao mesmo tempo. A ferramenta ajuda jornalistas a encontrarem informações mais rápido e já é usado por jornalistas de veículos como Wall Street Journal e Al Jazeera. Outras ferramentas que ajudam a rastrear conteúdos nas redes sociais por hashtags e geolocalização são: https://geofeedia.com/ e https://www.rebelmouse.com/.

Referências:

https://ijnet.org/pt-br/blog/11-ferramentas-para-verifica%C3%A7%C3%A3o-e-checagem-de-fatos-em-2016

http://verificationjunkie.com/

WhatsApp está causando um problema sério de notícias falsas no Brasil

Assista também:

Facebook Comments

Um comentário

Deixe uma resposta